Faça uma busca no site:

freelas 2.png

Participe do nosso grupo no Telegram

  • Redação GestordeMarketing

Privacidade Hackeada: novo filme da Netflix aborda o risco das redes sociais

O escândalo de roubo de dados em que o Facebook foi acusado, após a empresa Cambridge Analytica coletar dados de 87 milhões de usuários sem consentimento inspirou o filme documentário Privacidade Hackeada (The Great Hack) que foi lançado nesta quarta-feira, 24 de junho na Netflix.


O escândalo levou ao primeiro depoimento do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, perante o Congresso Americano, e provocou investigações no Reino Unido, na Índia e no Brasil. O documentário estreou no Festival de Cinema de Sundance no início deste ano e foi divulgado no início da campanha presidencial de 2020. O timing de estreia do filme não poderia ser mais perfeito: esta semana, a Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos deve multar em US$ 5 bilhões o Facebook por seus supostos incidentes de privacidade. 

Na mesma data de lançamento, Robert Mueller, o ex-conselheiro especial que investigou a interferência russa nas eleições de 2016, algumas das quais ocorreram no Facebook, vai testemunhar sobre o caso.

O tema principal do filme-documentário gira em torno de dois temas principais, a queda de uma empresa de análise de dados que manipulou uma eleição histórica e a manipulação gerada pelas mídias sociais.

“Estamos sendo manipulados pelas mídias sociais, mesmo quando fornecemos às empresas de tecnologia nossas informações pessoais?”


Privacidade Hackeada (The Great Hack) segue o escândalo através dos olhos de vários participantes, incluindo Brittany Kaiser , ex-diretora de desenvolvimento de negócios da Cambridge Analytica que virou delatora. Kaiser foi questionado pelos legisladores do Reino Unido e por Mueller. Antes de ingressar na Cambridge Analytica, ela trabalhou na campanha presidencial de Barack Obama.

68 visualizações

Assine nosso canal no Youtube!

Banner Manual de Consultoria.png
banner the digital marketing book.png