Faça uma busca no site:

freelas 2.png

Participe do nosso grupo no Telegram

  • Redação GestordeMarketing

Golpe do WhatsApp Clonado - Saiba como se proteger

Golpe depende do roubo do código de verificação do aplicativo


Segundo pesquisa realizada pela PSafe, desenvolvedora de aplicativos de segurança, mais de 8,5 milhões de brasileiros já podem ter tido seu Whatsapp clonado, e a cada dia, 23 novas pessoas são vítimas dessa modalidade de golpe em todo o país. Esses números foram obtidos com base em um cálculo proporcional dos resultados de uma pesquisa com pouco mais de 12 mil usuários do aplicativo. A Dfndr Lab, divisão especializada em segurança digital ligada ao aplicativo de antivírus Dfndr, detectou apenas neste ano mais de 134 mil tentativas de roubo de contas de WhatsApp.


"Para clonar uma conta de WhatsApp, o cibercriminoso cadastra indevidamente o número de telefone do usuário em outro dispositivo e, após esse processo, um SMS contendo um código de liberação de acesso é enviado ao celular da vítima. Depois, ela é induzida a fornecer esse código ao hacker e, em seguida, a sua conta de WhatsApp é bloqueada e o cibercriminoso passa a ter controle da conta.", explica Emilio Simoni, diretor do Dfndr Lab. O Golpista entra em contato com a vítima para fazer com que ela diga o código alegando algum motivo falso, normalmente ligado a segurança, por isso é importante nunca fornecer códigos ou senhas para ninguém que entre em contato por mensagem ou mesmo por ligação.


Esse porém não é o único método usado para clonagem. Também foi identificada uma técnica chamada “SIM Swap”, no qual o golpista obtém um chip de celular com o número da vítima enganando um atendente da operadora ou simplesmente o subornando. A partir daí, ele pode usar o WhatsApp de outra pessoa livremente no seu smartphone.

Os crimes mais comuns relacionados a clonagem do whatsapp identificados pela empresa foram vazamento de conversas privadas, envio de links maliciosos para outros contatos e solicitações de dinheiro aos amigos da vítima, extorsão de amigos e familiares. Segundo a pesquisa, 26,7% dos entrevistados apontaram o vazamento de conversas privadas como o principal prejuízo da clonagem de WhatsApp, o envio de links com golpes para outros contatos responde por 26,6% dos danos, seguido de solicitações de dinheiro aos amigos (18,2%), perda da conta do WhatsApp (18,0%) e chantagem (10,5%).


Como se proteger

A PSafe alerta que o usuário jamais deve informar a terceiros o código de liberação de acesso do WhatsApp. É importante, além disso, ativar a verificação em duas etapas para reforçar a segurança da conta e evitar conectar o celular em redes Wi-Fi desconhecidas. Se possível, instale um aplicativo para proteger o mensageiro com senha. Sessões ativas desconhecidas no WhatsApp Web e atividades suspeitas na conta podem ser indícios de que o mensageiro está sendo clonado.


Outra opção, consideravelmente mais segura, é cadastrar a autenticação em duas etapas, o que garante que, mesmo que alguém tenha o código de verificação do WhatsApp em mãos ele ainda precisará de uma senha previamente cadastrada, o que é mais difícil de ser obtido.


Como ativar a autenticação no Android

1. Acesse as configurações do WhatsApp;

2. Acesse a opção “Conta”;

3. Toque em “Verificação em duas etapas”;

4. Selecione “Ativar”;

5. Digite uma senha de até seis dígitos para proteger sua conta. Repita na tela seguinte;


Observação. Evite usar números muito fáceis de adivinhar, como 123456 ou datas de aniversários. Lembre-se que o propósito deste PIN é proteger a sua conta e o WhatsApp fornece uma forma de recuperar o código, caso se esqueça;


6. Digite um e-mail para recuperação da senha de acesso à conta e toque em Avançar. Confirme novamente em seguida;

7. Toque em concluído para finalizar;


Como ativar a autenticação no iPhone

1. Toque em ajustes;

2. Selecione a opção “Conta”;

3. Pressione “Verificação em duas etapas”;

4. Toque em “Ativar”;

5. Digite um PIN de seis dígitos. Lembre-se de não digitar números fáceis de adivinhar. Em seguida, repita a operação;

6. Digite um endereço de e-mail e confirme-o;

7. Aguarde pelo processamento e mensagem de confirmação;


271 visualizações

Assine nosso canal no Youtube!

Banner Manual de Consultoria.png
banner the digital marketing book.png